Ex-policial abre fogo e mata 22 crianças e 12 adultos na Tailândia

Segundo as autoridades do país, após atacar uma creche, ele matou a esposa e o filho e tirou a própria vida

atualizado 06/10/2022 7:11

Homem que atacou creche na Tailândia Polícia da Tailândia/Divulgação

Autoridades tailandesas confirmaram ao menos 34 mortes após o ataque a uma creche em uma província a nordeste do país. Segundo um porta-voz da polícia local, 22 crianças e 12 adultos morreram depois que um ex-policial abrir fogo contra as pessoas, nesta quinta-feira (6/10).

O autor (foto em destaque) também matou a esposa e o filho antes de se matar.

O tiroteio começou por volta das 12h30 (horário local), horário da soneca das crianças, que tem média de idade de 2 anos, em uma creche no centro da cidade de Nong Bua Lamphu. De acordo com testemunhas, o homem chegou em uma caminhonete branca armado com uma espingarda, uma pistola e uma faca.

Confira imagens publicadas nas redes sociais:

“No início, as pessoas pensaram que eram fogos de artifício”, afirmou Jidapa Boonsom, funcionário do governo, à agência Reuters. De acordo com ele, o suspeito atingiu primeiro alguns funcionários da creche, inclusive uma professora grávida de 8 meses. O autor seria um homem dispensado das forças policiais no ano passado.

O primeiro-ministro da Tailândia, Prayuth Chan-ocha, usou o Facebook para se manifestar sobre o assunto e dar as condolências às famílias. “Ordenei ao chefe de polícia que fosse imediatamente à área e que todas as agências relacionadas ajudem com urgência os afetados”, escreveu.

Em 2020, um soldado matou 29 pessoas e deixou 57 feridos após ataque no país.

Mais lidas
Últimas notícias