EUA sugere tratado de paz entre o governo do Afeganistão e Talibã

A proposta feita pelo secretário de Estado norte-americano sugere que o governo do Afeganistão seja compartilhado com líderes do Talibã

atualizado 08/03/2021 8:13

divulgação

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, sugeriu ao presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, por meio de uma carta, que o governo do Afeganistão compartilhe o poder com os líderes talibãs, além de uma promoção de paz entre os países vizinhos, como o Irã.

A carta foi divulgada no domingo (7/3) pela agência de notícias afegã TOLOnews. “Estou deixando isso claro para que entendam a urgência do meu tom em relação ao trabalho coletivo delineado nesta carta”, afirma Blinken na carta.


Dizendo acreditar que Rússia, China, Paquistão, Irã, Índia e Estados Unidos compartilham um interesse comum permanente em um “Afeganistão estável”, Blinken também propõe na carta a convocação de uma conferência mediada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o ministros das Relações Exteriores e enviados dos países supracitados.

Entre os assuntos abordados pelo secretário na carta também esteve uma proposta para a redução da violência por 90 dias com o intuito de evitar uma “ofensiva de primavera” pelos talibãs e “apoiar um acordo político” entre as partes.

“Mesmo com a continuação da assistência financeira dos Estados Unidos às suas forças após uma retirada militar norte-americana, estou preocupado que a situação de segurança piore e que o Talibã possa obter rápidos ganhos territoriais”, disse Blinken.

 

Últimas notícias