EUA registram onda de protestos violentos após morte de homem negro

George Floyd, de 46 anos, foi morto após uma abordagem policial em Minneapolis. Ele foi imobilizado e teve pescoço pressionado contra o chão

atualizado 28/05/2020 14:38

protestos nos EUA após morte de homem negroJordon Strowder/Anadolu Agency via Getty Images

A morte de um homem negro em Minneapolis, nos Estados Unidos, provocou uma onda de protestos no país. Na noite dessa quarta-feira (27/05), manifestantes colocaram fogo em diferentes pontos e entraram em confronto com a polícia na cidade onde ocorreu o caso.

George Floyd, de 46 anos, foi morto na última segunda-feira (25/05) ao ser abordados por policiais. Vídeos que circularam nas redes sociais mostram a vítima ao chão, imobilizada por um agente, que pressionava com o joelho o pescoço dela contra o chão. George chegou a dizer que não conseguia respirar.

Os protestos que chamam a atenção contra o abuso da força policial nos Estados Unidos começaram de forma pacífica, mas tomaram contornos mais violentos nessa quarta. Houve registro de saques, incêndios e confrontos com a polícia em diferentes regiões.

A polícia reagiu às manifestanções com balas de borracha e gás lacrimogêneo. Em Minneapolis, de acordo com a imprensa americana, um homem foi encontrado morto a tiros em uma área próxima aos conflitos.

Após a morte, a polícia americana informou que os policiais responsáveis pela morte foi identificados e demitidos. Os manifestantes, no entanto, pedem que eles sejam julgados e punidos pelo crime.

O FBI afirmou nesta quinta-feira (28/05) que conduz uma investigação criminal sobre a morte de George Floyd.

0

Últimas notícias