EUA decidem restringir liberação de vistos para mulheres grávidas

Governo Trump anunciou medida para barrar chamado "turismo de nascimento", em que mulheres fazem parto nos EUA para conseguir ficar no país

freestocks.org/Unsplashfreestocks.org/Unsplash

atualizado 24/01/2020 13:47

O governo americano informou que está restringindo a entrada de gestantes que viajam para os Estados Unidos (EUA), com o objetivo de ter o bebê e obter cidadania americana para ele. A prática é conhecida como “turismo de nascimento“.

A Constituição dos Estados Unidos concede direito à cidadania para as pessoas que nascem no país.

A administração anunciou, nessa quinta-feira (23/01/2020), que vai suspender a emissão de vistos temporários às pessoas que viajam para os Estados Unidos a fim de participar do turismo de nascimento.

Autoridades vão decidir se emitirão vistos, entrevistando as solicitantes em embaixadas americanas e levando em consideração outros fatores.

Últimas notícias