*
 

O Departamento de Estado Americano anunciou hoje (12/10) a retirada da representação do país da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). A porta-voz, Heather Nauert, detalhou em um comunicado que a diretora-geral da entidade foi notificada da decisão.

Ainda segunda a porta-voz, a intenção é estabelecer uma missão permanente como país “observador” dentro desse organismo. Segundo informações de agências de notícias, o motivo da decisão seria “preconceito contra Israel”.

Pelo Twitter, a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, comentou a saída dos Estados Unidos:

“Lamento profundamente a decisão dos Estados Unidos em sair da Unesco”, disse a representante da entidade usando a rede social

“No momento em que a luta contra o extremismo violento exige um renovado investimento na educação, no diálogo entre as culturas para evitar o ódio, é profundamente lamentável que os Estados Unidos se retirem da agência das Nações Unidas que lidera essas questões”, disse Irina em comunicado oficial.

Antes de anunciar a saída da instituição, os EUA haviam cortado substancialmente as verbas destinadas ao organismo internacional desde 2011. Outro país que também renunciou participação na Unesco foi Israel, devido a discordâncias em votações recentes da instituição e a inclusão da Palestina como membro participante. (Com informações da Agência Estado)

 

 

 

COMENTE

UnescoEUA
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo