Estudo aponta que mundo chegou a 100 milhões de infectados pela Covid-19

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, nos últimos 3 meses, número de contaminados duplicou, de 50 milhões para 100 milhões de casos

atualizado 26/01/2021 18:08

coronavírus covid sars-cov-2 vírus 2Getty Images

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo ultrapassou a faixa dos 100 milhões, desde o início da pandemia, há pouco mais de um ano. Nos últimos 15 dias foram mais de 10 milhões de casos confirmados. As informações foram divulgadas pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (16/1).

O país que tem o maior registro de casos de pacientes com a Covid-19 é os Estados Unidos, com mais de 25 milhões de infectados, cerca de um quarto da contagem total. Em seguida, a Índia, com 10,6 milhões de contaminados pelo vírus.

O Brasil é o terceiro no ranking, com mais de 8,8 milhões de pacientes com testagem positiva para o novo coronavírus. A Rússia, em 4º, concentra pelo menos 3,76 milhões, seguida na medição dos países com maior índice de contaminação pelo vírus pelo Reino Unido, com 3,7 milhões.

Em novembro de 2020, o mesmo banco de dados mantido pela Johns Hopkins registrava que o número mundial de casos tinha chegado a 50 milhões. Vale ressaltar que as estatísticas não contabilizam contágios e mortes sem registros oficiais. Isto é, provavelmente o cálculo total deve ser ainda maior do que o registrado por estudos.

O Brasil é o segundo país com mais mortes relacionadas à Covid-19 – pouco mais de 217 mil. Os Estados Unidos estão à frente, com, pelo menos, 420 mil pessoas mortas.

Mais lidas
Últimas notícias