Esfinge descoberta no Egito remonta ao período de 305 e 30 a.C

Os especialistas identificaram a escultura enquanto faziam um projeto para reduzir as águas subterrâneas no Templo Kom Ombo

iStockiStock

atualizado 17/09/2018 21:07

Arqueólogos descobriram, na cidade de Aswan, no oeste do Egito, uma esfinge de arenito, que remonta ao período de 305 e 30 a.C. A descoberta foi confirmada pelo Ministério de Antiguidades do Egito, no domingo (16/9). Porém, a idade da peça é apenas estimada.

A escultura do ser mitológico – de cabeça humana e do corpo de leão – será cuidadosamente estudada pela missão arqueológica para obter mais informações sobre sua origem.

Os especialistas identificaram a escultura enquanto faziam um projeto para reduzir as águas subterrâneas no Templo Kom Ombo.

O secretário geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Mostafa Waziri, disse que a peça provavelmente data da época da dinastia dos Ptolomeus, que governou de 305 e 30 a.C.

Waziri explicou que no local onde a esfinge foi encontrada há dois relevos de arenito do rei Ptolomeu V.

Últimas notícias