Covid-19: Peru prorroga restrição de voos do Brasil até 15 de abril

Além de Peru e Bolívia, Argentina e Uruguai fecharam as fronteiras com o Brasil em razão da pandemia

atualizado 01/04/2021 18:39

Getty Images

O governo do Peru anunciou, nesta quinta-feira (1°/4), que irá prorrogar até 15 de abril a restrição de voos provenientes do Brasil. O país já havia anunciado a suspensão de desembarque de aeronaves com origem no Reino Unido e na África do Sul.

As restrições são medidas de controle contra o avanço da pandemia de Covid-19 e o surgimento de novas variantes mais contagiosas do vírus. Atualmente, o Peru enfrenta uma segunda onda de casos da doença.

Mais cedo, o presidente da Bolívia, Luis Arce, anunciou que as fronteiras com o Brasil serão fechadas por sete dias a partir da meia-noite desta sexta-feira (2/4). O objetivo da medida também é evitar o avanço de variantes da Covid-19, como a brasileira P.1.

“No marco das medidas para proteger a população, instruímos o fechamento temporário das fronteiras com o Brasil, por sete dias. Os Ministérios da Saúde, do Governo da Bolívia e das Relações Exteriores providenciarão o fechamento temporário de outros pontos, com base na situação epidemiológica”, escreveu o presidente nas redes sociais.

Na publicação, Arce ainda afirmou que, “nos municípios fronteiriços onde tenha sido verificada a circulação de variantes da Covid-19”, os governos locais serão os responsáveis por realizar o isolamento dos territórios até “mitigar” a doença, “pelo tempo que for necessário”.

A Bolívia acumula 272.411 casos de Covid-19 e já registrou 12.257 óbitos. Em solo brasileiro, já foram contabilizados 12.748.747 casos da doença, além de 321.515 mortes.

Além de Peru e Bolívia, Argentina e Uruguai fecharam as fronteiras com o Brasil em razão da pandemia.

Últimas notícias