Covid-19: Itália tem o menor número de mortes desde 19 de março

Espanha também teve a 3ª queda em nº de óbitos. Especialistas dizem ser reflexo das medidas preventivas adotadas, como o isolamento social

atualizado 05/04/2020 16:03

Italianos contra o coronavírusSalvatore Laporta/KONTROLAB/LightRocket/Getty Images

O novo boletim epidemiológico divulgado neste domingo (05/04) pelas autoridades italianas de Saúde trazem números atualizados da pandemia de coronavírus no país. A Covid-19 matou 525 pessoas nas últimas 24 horas, de acordo com o documento. É o menor número de óbitos registrado no país europeu desde 19 de março, quando 427 mortes foram registradas. Especialistas afirmam que isolamento social é uma das medidas responsáveis pelas quedas nas fatalidades.

Ao todo, 128.948 pessoas contraíram o vírus na Itália desde o início da epidemia. Desses, 3.977 pacientes ainda estão internados, com sintomas. A quantidade de infectados alocados em unidades de terapia intensiva (UTIs) caiu 0,4%, de acordo com o boletim pela Defesa Civil italiana.

“A curva começou a descer e o número de mortes passou a cair”, comemora o presidente do Instituto Superior de Saúde da Itália, Silvio Brusaferro, em entrevista ao jornal Corriere Della Sera, com sede na capital italiana.

0

Ainda de acordo com o documento, o número de internações nesse sábado (04/04) foi de 80 pacientes. Dez dias antes, o montante chegava a 250.

Brusaferro frisa que os números são animadores, sim, mas que isso não pode ser motivo para descuidar das estratégias de segurança, como o isolamento social. “É uma conquista diária: as medidas adotadas são eficazes, mas é importante respeitá-las, pois são essas medidas que nos ajudam”, alerta.

O titular da Defesa Civil italiana, Angelo Borrelli, segue os passos do chefe da Saúde do país e reforça que “não é hora de baixar a guarda”. “Você tem que sair apenas por necessidades comprovadas”, destaca Borrelli.

Desde quando o vírus começou a circular pela Itália, vindo da China –primeiro epicentro da pandemia –, 15.887 pessoas morreram em razão da Covid-19.

24 horas, 21 mil curados

Nesse sábado (04/04), 1.238 residentes do país testaram negativo para o novo coronavírus, contra 819 neste domingo (05/04). Ao todo, 21.815 pacientes estão curados, segundo o boletim.

Mais cedo, em entrevista à NBC News, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, disse que, “desde o início da pandemia, a Itália colocou a saúde pública no topo das prioridades”, o que tem contribuído para melhorar os dados.

“Nossas escolhas políticas foram baseadas em evidências científicas. É essencial implementar essas decisões com total transparência, nossa democracia baseia-se no contrato que temos com os cidadãos e devemos a eles a verdade e a transparência da mesma forma que temos de garantir sua segurança. Este é o modelo”, frisou.

Espanha

O número de mortos por coronavírus caiu também na Espanha. O país ibérico registrou, pelo terceiro dia seguido, queda nas fatalidades: foram 674 vítimas nas últimas 24h. Os dados do Ministério da Saúde espanhol trazem, até agora, 12.418 mortes por conta da Covid-19.

A métrica divulgada neste domingo é a menor da Espanha nos últimos 10 dias, e o país é o segundo em quantidade de vítimas, atrás apenas da Itália.

Outros países também enfrentam a pandemia de Covid-19 e se espelham no modelo de enfrentamento adotado pelos latinos. O Reino Unido, por exemplo, tinha, até este domingo (05/04), registrou 4,3 mil mortos e 42 mil infectados pelo novo coronavírus.

Últimas notícias