Pesquisa injeta algas no sangue de sapos para oxigenar cérebro. Entenda

Cientistas conseguiram aproveitar os produtos da fotossíntese para oxigenar cérebro dos animais

atualizado 16/10/2021 22:38

girinoPixabay/Reprodução

Uma das principais funções da circulação sanguínea é oxigenação das células do corpo, que individualmente precisam de oxigênio. Contudo, quando a circulação de oxigênio é interrompida, é muito difícil retomar os níveis saudáveis para as células, especialmente do sistema nervoso. Porém, cientistas conseguiram injetar algas no sangue de girinos para oxigenar os cérebros dos animais – e alguns neurônios até voltaram à vida.

Tudo começou com pesquisadores se perguntando se animais poderiam se aproveitar dos produtos da fotossíntese de algas. Até aí, nada de novo, já que lesmas, corais e diversos organismos se associam com algas para utilizar o oxigênio delas.

A pesquisa publicada no periódico iScience mostra que uma equipe de cientistas resolveu injetar algas (Chlamydomonas renhardtii) e cianobactérias (Synechocystis) no sangue de girinos.

Leia a reportagem completa no Só Científica, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias