Criatura no permafrost volta à vida após 24 mil anos congelada

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24 mil anos e foram recentemente trazidos de volta à vida

atualizado 10/06/2021 16:36

Reprodução

A última vez que essas criaturas “abriram os olhos” foi há 24.000 anos. Na época, mamutes peludos ainda vagavam pelas planícies da Sibéria, onde ocorre o Permafrost.

Os rotíferos estão emergindo como alguns dos organismos mais resistentes do planeta. Os rotíferos bdelóides são organismos microscópicos geralmente invisíveis a olho nu caracterizados por uma morfologia em três partes muito distintas (boca, tronco e pé) e uma locomoção frequentemente rastejante. Você os encontrará principalmente em água doce e em solos úmidos.

Leia mais em SoCientífica, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias