*
 

O ministro da Saúde do Zimbábue, David Parirenyatwa, participou de uma conferência sobre o HIV na cidade de Harare, no nordeste do país, onde falou sobre a doença. Segundo a autoridade, a região Sudeste da África tem uma das maiores incidências do vírus e o governo trabalha com a população para promover o uso da camisinha.

No entanto, segundo o ministro, há um grave problema nos preservativos. “Nós importamos as camisinhas da China e, alguns homens, reclamaram que elas são muito pequenas”, disse. De acordo com David, há uma conversa com uma empresa chinesa para fazer o produto um pouco maior, segundo o jornal Metro.

Um pesquisa feita em 2015 mostra que o tamanho médio do pênis dos homens do Zimbábue é de 15,5cm, enquanto os chineses apresentam uma média de 10cm.