*
 

Os ingleses Kerry e Mike Askin decidiram compartilhar com o mundo a impressionante história de recuperação do filho deles, Dylan. O pequeno, no natal de 2015, então com apenas dois anos, foi diagnosticado com um raro câncer no pulmão. Prestes a ter os aparelhos desligados, ele se recuperou e, hoje, curte a infância ao lado dos pais e irmãos.

 

Tudo começou dia 25 de dezembro de 2015, quando os pais de Dylan levaram o filho correndo para o hospital após ele apresentar problemas para respirar. Após uma série de exames, ele foi diagnosticado com um tipo raro de câncer de pulmão. Pelos resultados, os médicos viram que 80% do órgão já estava coberto por cistos.

Sua condição só piorou. Depois de pegar uma pneumonia bacteriana, Dylan entrou em coma e foi para a UTI. Por sugestão dos médicos, que não acreditavam na recuperação do bebê, Kerry e Mike decidiram desligar os aparelhos que mantinham o pequeno vivo.

Aí, a surpresa. Assim que o processo começou, o menino apresentou melhoras significativas. Dylan foi ganhando forças e acordou do coma. “Nos disseram que as coisas haviam piorado muito e que nós não iríamos conseguir tê-lo de volta. Então, decidimos batizá-lo. Depois, toda a família veio para se despedir, inclusive seu irmão”, contou Kerry ao jornal Daily Mail. “Quando os médicos começaram a tirar sua medicação para iniciar o processo de desligar as máquinas, o coração dele voltou a bater em níveis normais! E eu me lembro de só dizer: ‘parem! Ele ainda está lutando!'”, continuou.

Agora, dois anos depois, a família Askin recebeu a feliz notícia de que o menino venceu o câncer! “Eu não sou muito religiosa, mas eu realmente acredito que o que aconteceu com meu filho foi um milagre”, disse Kerry.