Ataque a hotel no sul da Somália deixa 26 mortos e 56 feridos

De acordo com o governo local, o grupo terrorista islâmico Al-Shabaab, ligado a Al Qaeda, reivindicou a autoria da explosão do carro-bomba

Farah Abdi Warsameh/Associated Press/Estadão ConteúdoFarah Abdi Warsameh/Associated Press/Estadão Conteúdo

atualizado 13/07/2019 12:09

Um ataque em um hotel no sul da Somália, na noite de sexta-feira (12/07/2019), matou ao menos 26 pessoas e deixou outras 56 feridas. De acordo com o governo local, o grupo terrorista islâmico Al-Shabaab, ligado a Al Qaeda, reivindicou a autoria

Segundo a polícia local, as vítimas foram atacadas por um carro-bomba, que explodiu no local onde estavam parlamentares e anciãos, que participavam de uma reunião. Depois disso, três homens armados entraram no estabelecimento.

O hotel era conhecido por receber principalmente executivos e políticos, que preparavam as eleições presidenciais previstas para o fim de agosto. Autoridades locais afirmaram que todas as vítimas do ataque estavam hospedadas no local.

No Twitter, o ministro do planejamento de Jubbaland, Just Aw Hersi, confirmou o episódio. “Nós admitimos, estamos com o coração partido por suas súbitas mortes violentas. Mas, com certeza, também estamos tão loucos quanto o inferno por causa disso”, escreveu.

Últimas notícias