Aprovado pela Anvisa contra Covid, Rendesivir foi usado por Trump

Ex-presidente dos EUA testou positivo para o coronavírus em outubro do ano passado e fez uso do Rendesivir como terapia contra a doença

atualizado 12/03/2021 11:27

trump mostra mascara durante debate joe baden Julio Cortez/Getty Image

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, nesta sexta-feira (12/3), a aprovação do primeiro medicamento com indicação contra a Covid-19, intitulado Rendesivir. A terapia já foi usada pelo ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, quando ele ainda estava no poder.

O antecessor de Joe Biden testou positivo para o coronavírus em outubro do ano passado. Em nota, a Casa Branca afirmou que Trump fazia “terapia com Rendesivir”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Desenvolvido para combater o vírus Ebola, o Rendesivir é um antiviral que já havia apresentado bons resultados para tratar pacientes infectados pelos coronavírus causadores da SARS e da MERS.

A substância foi autorizada pelo FDA (órgão regulador do país) nos Estados Unidos para essa finalidade desde o dia 1º de maio. “Baseado na totalidade das evidências científicas disponíveis, é razoável crer que o Rendensivir possa ser efetivo no tratamento da Covid-19 e que, quando usado sob as condições descritas nesta autorização, os conhecidos e potenciais benefícios superam os conhecidos e potenciais riscos da droga”, afirma o documento do órgão.

Já no Brasil, Gustavo Mendes, gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos, comemorou o registro do remédio nesta sexta.

“Outra notícia que é muito boa e interessante é que a gente vai dar o primeiro registro de medicamento que vai ter orientação em bula contra Covid-19. É um sintético, que vai poder ser utilizado em pacientes que estão acometidos pela doença. É o Rendensivir”, disse.

Mais lidas
Últimas notícias