Além do coronavírus: 4,5 mil galinhas morrem por H5N1 na China

O H5N1 tem capacidade de infectar humanos e, inclusive causar a morte, mas o MS ressalta que a transmissão de pessoa para pessoa é rara

Kevin Frayer/Getty Images

atualizado 01/02/2020 18:00

Epicentro do novo coronavírus, a China enfrenta, agora, um novo surto. Dessa vez, a gripe aviária H5N1 atingiu a cidade de Shaoyang, província do sul de Hunan. Em apenas uma fazenda, 4,5 mil galinhas amanheceram mortas. O episódio foi confirmado Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais. As informações são do jornal O Globo.

Após o incidente, o governo selecionou quase 18 mil aves para análise.

O H5N1 tem capacidade de infectar humanos e, inclusive causar a morte, mas o Ministério da Saúde ressalta que a transmissão de pessoa para pessoa é mais rara de ocorrer.

Pacientes que são contagiados pelo vírus costumam apresentar severas infecções pulmonares e pelo menos metade das pessoas que contraem o H5n1 morrem.

 

Últimas notícias