“Ainda é cedo”, diz Ibaneis sobre fim de uso obrigatório de máscaras

Governador do DF disse que, quando houver queda significativa na transmissão, deve flexibilizar o equipamento em ambientes abertos

atualizado 22/10/2021 22:03

Governador Ibaneis Rocha, participa da Inauguração do asfaltoHugo Barreto/Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) informou, no início da noite desta sexta-feira (22/10), que “ainda é cedo” para falar em acabar com o uso obrigatório de máscaras no Distrito Federal.

O equipamento é um dos mais recomendados para reduzir possibilidade de infecção pela Covid-19.

“Com o avançar da vacinação e a redução dos índices de transmissão, será possível abrir mão desse importante utensílio primeiramente em ambientes abertos. Mas ainda é cedo”, afirmou o emedebista.

Atualmente, a capital federal registra um dos menores índices de propagação da Covid-19 desde o início da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a taxa está em 0.83, o que significa que 100 pessoas infectam outras 83. A taxa, portanto, sinaliza uma queda nos casos ativos.

O governador tem sinalizado que pretende avaliar a suspensão do uso da máscara quando 70% da população estiver com o ciclo total da imunização contra a doença. Atualmente, 59,18% dos brasilienses já receberam as duas doses ou a dose única, no caso da Janssem, da vacina contra a Covid.

 

Mais lidas
Últimas notícias