Jair Bolsonaro diz que termo “ala ideológica” é perseguição contra Carlos

Nas redes sociais, o presidente postou vídeo dizendo que o termo foi criado pela mídia, que teme um “conservadorismo”

atualizado 18/05/2020 10:34

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) postou um vídeo nas redes sociais nesta segunda-feira (18/05), acusando a imprensa de ter criado o termo “ala ideológica” para atacar o governo.

A explicação para o uso do termo, segundo a narradora, é uma perseguição contra o filho do presidente e vereador Carlos Bolsonaro, que adota uma “postura rígida” contra a mídia.

O compilado de quase quatro minutos começa com uma imagem de Carlos dizendo que respeita somente “quem quiser”. Em seguida, o guru Olavo de Carvalho afirma que o “politicamente correto” prejudica as relações, pois se cria um “medo de dizer as coisas”.

A narradora argumenta que a mídia “se recusa” a usar a palavra “conservadorismo” da mesma forma que os avós temiam a palavra câncer, para não ficar doente. Ela também acusa os jornalistas de não terem feito a referência quando governos petistas levaram movimentos sociais para dentro do palácio do Planalto.

Na legenda da postagem, Bolsonaro ironizou cometer o “crime” em discordar das coisas e disse que é preciso “resistir” para “vencer”.

0

 

 

Últimas notícias