Bolsonaro cancela viagem a Mossoró devido à crise de coronavírus

Nas redes sociais, ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, informou que ida foi adiada em razão da segurança sanitária

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou na manhã desta quinta-feira (12/03) uma viagem que faria ao estado do Rio Grande do Norte, nesta tarde, para apresentar medidas do governo federal ao estado.

Esta seria a sexta viagem de Bolsonaro à região Nordeste. A comitiva presidencial contava com os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Tereza Cristina (Agricultura) e Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública).

Marinho afirmou, em conta oficial no Twitter, que o cancelamento da viagem ocorre em razão de segurança sanitária. O ministro disse que é preciso cuidar da segurança do presidente. “A declaração ontem [quarta-feira] pela Organização Mundial da Saúde da decretação de uma pandemia mundial nos obriga a ter uma maior segurança com a figura do presidente da República e com as pessoas que estão no seu entorno”.

Até a última atualização desta reportagem, Bolsonaro estava sem compromissos oficiais para esta quinta e estava despachando diretamente do Palácio da Alvorada.

O cancelamento da viagem ocorre em meio a crise de coronavírus e a alta do dólar que, pela primeira vez na história, abriu o dia acima de R$ 5.

De acordo com a agenda prevista para esta quinta, Bolsonaro decolaria rumo a Mossoró, às 13h, da Base Aérea de Brasília. Na cidade, participaria de uma cerimônia para apresentar “entregas do governo federal” ao estado. A volta do presidente a Brasília estava prevista por volta das 20h desta quinta.