Cozinha de Solteiro: André Pionteke ensina os segredos do Kimchi

O fermentado pode ser considerado uma receita de família, afinal, cada uma tem um jeito diferente de fazer

Gabriel Foster / MetrópolesGabriel Foster / Metrópoles

atualizado 29/08/2019 6:10

Durante sua temporada na TV, André Pionteke se destacou por seu conhecimento em cozinha oriental e fermentados, por isso o convidei para nos ensinar um dos mais tradicionais pratos desse universo: o Kimchi. Trata-se de uma conserva com sabores fortes e penetrantes, que, na maioria das vezes, é muito picante. Surgiu como grande parte das conservas populares, era uma forma de preservar os alimentos durante invernos rigorosos. Com o passar do tempo, tornou-se um produto elaborado e cheio de variações.

No Brasil, a iguaria coreana com sabores complexos tem se tornado cada vez mais presente e pode ser encontrada até mesmo em mercados não especializados em culinária oriental. Uma forma interessante de adicionar o Kimchi às suas receitas é preparar a conserva em casa, pois é possível adequar o nível de pimenta ao seu paladar e adicionar ingredientes de sua preferência.

Ingredientes para salmoura:

-1 xícaras de sal marinho
-1 acelgas de tamanho grande, cortadas em quatro partes
-7 xícaras de água em temperatura ambiente

Ingredientes para a pasta Kimchi:

– 1 xícara de água
– meia folha grande de alga seca Kombu
– 1 shitake seco
– 1/4 xícara de farinha de arroz
– 1/4 xícara nampla (fermentado líquido de peixe)
– 1 colheres de sopa de camarão salgado coreano (Saewoo-Jeot. Você pode substituir por pasta de camarão fermentada tailandesa)
– 1 colher de sopa de sal marinho
– 8 dentes de alho
– 1 pedaço de 6 cm de gengibre
– ½ cebola grande
– 1 maçã sem o miolo e sementes
– 3 pimentas vermelhas
– 1 xícara de Gochugaru (flocos de pimenta vermelha coreana)
– meio nabo de tamanho médio cortado em julienne
– meia cebolinha

Opcionais:

Pode ser adicionados outros vegetais de sua preferência, como por exemplo: nirá, cenoura ou alho-poró

Modo de preparo:

Corte a acelga em quatro partes iguais, lave as folhas, passe sal entre elas e reserve em um pote grande com a água e o sal por pelo menos seis horas. O ponto correto da folha é quando ela não quebra mais ao ser dobrada.

Para a pasta, coloque em uma panela a água, a alga kombu e o shitake seco. Quando ferver, reduza a temperatura e deixe cinco minutos em fogo baixo. Retire a alga e o cogumelo, dilua a farinha de arroz em um pouco de água e acrescente ao caldo, mexendo sem parar até formar um mingau, desligue o fogo e deixe esfriar. Despeje a mistura fria no liquidificador e acrescente o molho de peixe, a sopa de camarão, sal, pimentão vermelho, alho, gengibre, cebola e a maçã. Bata todos os ingredientes até virar uma pasta homogênea e, por fim, junte os flocos de pimenta coreana. Acrescente à mistura o nabo, cebolinha e demais vegetais de sua escolha.

Enxágue com água a acelga para retirar todo o excesso de sal e deixe escorrer. Esfregue a pasta em todas as folhas e as enrole – utilize luvas descartáveis no processo.

Após espalhar o tempero em toda a acelga, acomode as “trouxinhas” em potes de vidro, preenchendo quase todo o espaço. Deixar em temperatura ambiente durante um dia e depois conservar na geladeira. Consumir a partir de dois dias após o preparo.

Prepare essa delícia, não esqueçam de compartilhar no Stories e marcar o Instagram de @metropolesdf@andre.rochadel e @andre.pionteke para vermos os resultados. Boa merenda!

Últimas notícias