*

O conceito de restaurante natural tornou-se complexo. A especialidade inclui desde os veganos, em que não entra nenhum ingrediente de origem animal, até os que se denominam naturais por trabalharem com produtos orgânicos — não importa se for um filé-mignon, por exemplo.

Independentemente dessas peculiaridades, consideramos que um bom restaurante natural tem que ter folhagens frescas, equilíbrio no uso de ingredientes (de forma a fornecer ao cliente as quantidades certas de proteína, carboidratos e fibras), criatividade nas receitas, limitar ao máximo o uso de matéria prima de origem animal e dispor informação para o cliente quanto aos pratos (se contêm glúten, lactose, se é vegetariano ou vegano…)

Afora isso, um bom restaurante natural tem que explorar os sabores e a apresentação da comida, como os de qualquer outra especialidade. Foi considerando esses critérios que percorremos o roteiro de naturais da capital para elaborar a lista a seguir. Uma curiosidade, de 10, sete estão na Asa Norte.

Divulgação

Bhumi Cozinha Orgânica e Saudável
Tem serviço à la carte, em que serve também opções de proteína animal, mas o melhor do lugar é o self-service a quilo (foto acima), com receitas veganas e vegetarianas (todas devidamente identificadas). Além de uma variedade de folhagens e legumes tenros, é possível provar, por exemplo, feijão fradinho com abobrinha e linguiça vegetal ou nhoque de abóbora japonesa. R$ 56,90 o quilo.
113 Sul, Bloco C, Loja 34, 3345-0046.

Faz Bem — Casa Vegana de Brasília
Aqui, é montado diariamente um bufê no qual o cliente se serve à vontade, ao preço fixo de R$ 24. Mais que um ótimo custo-benefício, a casa oferece diversidade de receitas veganas, com um destaque a cada dia da semana. Pode ser uma moqueca de cogumelos, comidinhas árabes ou um baião de dois. Também vende congelados.
407 Norte, Bloco E, Loja 59, 3447-8112.

Divulgação


Flor de Lotus

A leveza está no ar neste restaurante. Do ambiente, voltado para a área verde da quadra residencial na 102 Norte, às receitas do self-service a quilo (foto acima), a maioria livre de ingredientes de origem animal. Entre elas, charutinho de couve, tomate recheado com brócolis, pãozinho de queijo vegano e sobremesas como o creme de cacau com castanha, feito de biomassa de banana verde. Custa R$ 59,90 o quilo do bufê.
102 Norte, Bloco A, Loja 48, 3326-9763.

Girassol Alimentação Natural
Peça a um vegetariano ou vegano brasiliense para indicar os melhores restaurantes naturais da cidade e dificilmente o Girassol não estará na lista. A popularidade se deve à qualidade e diversidade das comidas dispostas nas bancadas do self-service a quilo, montado diariamente há 17 anos. Tem feira de produtos orgânicos às quartas e aos sábados, a partir das 7h.
409 Sul, Bloco B, Lojas 15 e 16, 3242-1542.

Green’s
A longevidade também serve de aval para o Green’s, aberto há 19 anos. O self-service a quilo todo dia tem uma opção de frango, uma de peixe e uma massa, além de especialidades como gratinado de couve-flor, ratattouille e quiche de brócolis. O quilo custa R$ 49,90 (domingo, R$ 59). Serve ainda sanduíches e sucos à la carte e um ótimo rodízio noturno de sopas e pães, a R$ 21,90 (ou uma cumbuca e uma cesta de pão, a R$ 16,90).
302 Norte, Bloco B, Loja 7, 3326-0272; 202 Sul, Bloco C, Loja 4, 3321-5039.

Naturetto
Não confundir com o Naturetto Família, da 403 Sul, que cresceu demais e se desvirtuou da proposta inicial. O Naturetto da 405 Norte, que veio primeiro, mantém-se firme como um dos naturais mais confiáveis da cidade. O cuidado é notável, do preparo à apresentação — é comum ver funcionários repondo constantemente as panelas do self-service a quilo — a R$ 54,90. O único porém da casa são as mesas e cadeiras de madeira rústica, pesados demais.
405 Norte, Bloco C, Loja 55, 3201-6223.

Divulgação

Oya Café
Luciane Santos decidiu se tornar vegana há cinco anos. Partiu para pesquisar receitas e adaptar alguns pratos de que mais gostava. O resultado está em parte no cardápio deste pequeno e simpático café. No almoço, tem sempre um prato do dia, a R$ 21,90. A exemplo do estrogonofe de shitake, shimeji e paris com um creme de leite de coco (foto acima). No cardápio de lanches, comidinhas como coxinha de jaca (R$ 6) e hambúrgueres de feijão, grão de bico, milho ou shimeji (R$ 22,90 cada um)
307 Norte, Bloco A, Loja 10, 8180-7455

Terra Viva
Localizado num subsolo, mas com ambiente amplo e iluminado, o Terra Viva tem um dos bufês de self-service a quilo mais diversificados entre os naturais da cidade, incluindo deliciosas pizzas vegetarianas. As receitas são todas identificadas, se são veganas, se contêm ou não glúten, etc. O quilo custa R$ 52 de segunda a sexta e R$ 57 aos sábados e domingos. O empório da casa também é bem amplo. Nele se pode comprar de temperos a livros.
202 Norte, Bloco D, Loja 1, 3034-5853.

Divulgação

A Tribo
Mais de 20 tipos de saladas e mais de 30 pratos quentes estão disponíveis no self-service a quilo deste restaurante, em funcionamento desde 2001. Embora o foco seja na comida vegetariana, oferece sempre opções de peixes grelhados, como tilápia e salmão. Periodicamente, realiza uma noite dedicada à culinária indiana, anunciada na página do restaurante no Facebook.
105 Norte, Bloco B, Lojas 52 a 59, 3039-6430.

Villa Vegana
É uma maravilha o lugar onde o Villa Vegana está localizado, com janelas enormes abertas para o verde. Isso é combinado a uma cozinha criativa, que se vale de um harmônico uso de condimentos, o que faz dele um lugar imperdível para os adeptos da culinária vegana. No balcão, a R$ 34 para se servir à vontade, o cliente encontra receitas como o quibe recheado com tofu e os deliciosos discos de vegetais.
Clube Amygo de Brasília (Setor de Clubes Esportivos Sul), 99863-4861.