Ex-jogador da Seleção Brasileira de vôlei e atualmente atleta do Sesi-SP, o ponteiro Murilo foi flagrado em exame antidoping surpresa pedido pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB). Aos 36 anos, ele foi pego com a substância furosemida, proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

A substância é um diurético e ajuda na perda de peso, o que é proibido no esporte profissional por ter a capacidade de mascarar a ingestão de outros elementos. O resultado positivo para o teste foi anunciado pelo jornal O Globo. O jogador ainda não se manifestou sobre o resultado.

Murilo pediu a realização da contraprova do exame. O Sesi aguarda o resultado da amostra B, mas promete total apoio ao atleta, em que diz confiar. “Acreditamos no Murilo, um excelente profissional. É preciso esperar a contraprova e, se confirmar o resultado, vamos entender o que ocorreu”, disse Alexandre Pflug, diretor de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi ao jornal O Globo

Eleito o melhor do mundo em 2009, o experiente ponteiro é bicampeão mundial pela Seleção Brasileira (2006 e 2010) e dono de duas medalhas de prata pela equipe nas Olimpíadas de Pequim-2008 e Londres-2012. Em julho do ano passado, ele anunciou sua aposentaria pela Seleção.