Comissão de atletas promete luta contra manifestações políticas no vôlei

O órgão dos atletas de vôlei de praia apoiou a CBV sobre o ato da jogador Carol Solberg nesse domingo (20/9)

atualizado 21/09/2020 16:59

Carol SolbergGetty images

A Comissão de Atletas do vôlei de praia se manifestou após grito de “Fora, Bolsonaro!” de Carol Solberg desse domingo (20/9). Em nota, o órgão demonstrou apoio à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e defendeu a proibição para atletas opinarem politicamente.

“A Comissão Nacional de Atletas de Vôlei de Praia não é favorável a nenhum tipo de manifestação de cunho político em competições esportivas. Por isso, lamenta o ato realizado pela atleta Carol Solberg neste domingo e lutaremos ao máximo para que este tipo de situação não aconteça novamente”, publicou o grupo. A declaração vai contramão de um movimento que defende o fim da regra da Carta Olímpica que proíbe esse tipo de manifestação.

Já no domingo, a CBV publicou uma nota criticando a atitude da jogadora: “O ato praticado neste domingo pela atleta Carol Solberg durante a entrevista ocorrida ao fim da disputa de 3º e 4º lugar da primeira etapa do Circuito Brasileiro Open de Vôlei de Praia — Temporada 2020/21, em nada condiz com a atitude ética que os atletas devem sempre zelar.”

Nas redes sociais, Carol foi atacada por alguns que são contra sua opinião e defendida por outros que zelam pela liberdade de expressão e também não aprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Vídeos
Últimas notícias