Brasil perde da Colômbia, mas conquista o Sul-Americano de Vôlei

A Seleção Brasileira manteve a hegemonia no continente ao conquistar o 22º título, o 14º de forma consecutiv

atualizado 20/09/2021 8:31

Seleção Feminina de VôleiReprodução

A Seleção Brasileira feminina de vôlei manteve a hegemonia no continente ao conquistar o 22º título sul-americano, o 14º de forma consecutiva. O time comandado por José Roberto Guimarães encontrou mais dificuldades do que o esperado e foi derrotado pela Colômbia por 3 sets a 1 na noite deste domingo. No entanto, o Brasil só precisava ganhar um set para ser campeão e, depois de ver o adversário abrir 2 a 0, venceu a terceira parcial para erguer o troféu. As colombianas venceram o jogo com parciais de 25/19, 25/23, 24/26 e 25/23.

Treinada pelo brasileiro Antonio Rizola, a seleção colombiana jogou um vôlei de altíssimo nível e contou com uma exibição fraca das brasileiras para saírem de quadra com a vitória, muito comemorada com a torcida, que lotou o ginásio na cidade de Barrancabermeja.

Embora tenha perdido a invencibilidade e se despedido do torneio e da temporada de uma forma melancólica, a Seleção Brasileira, atual vice-campeão olímpica, cumpriu seus objetivos no torneio continental. Levou a 22ª taça e garantiu vaga no Mundial que será disputado na Holanda e Polônia em 2022.

A outra vaga no Mundial da modalidade ficou com a vice-campeã Colômbia, que viveu uma noite mágica e que pode ser considerada histórica diante de seu torcedor pois as anfitriãs derrotaram o Brasil pela primeira vez em um jogo do Campeonato Sul-Americano. A Argentina terminou em terceiro, o Peru em quarto e o Chile em quinto.

Na cidade colombiana de Barrancabermeja, as anfitriãs tiveram o apoio da ruidosa torcida nas arquibancadas e isso fez diferença. A seleção da casa se empolgou e teve um atuação impecável nos dois primeiros sets. As colombianas foram agressivas, bloquearam muito, se aproveitaram do excesso de erros das brasileiras e impuseram dificuldades que o Brasil, que só tinha perdido um set até então, não havia encarado no torneio.

O time medalha de prata em Tóquio, historicamente muito refinado, pareceu muito tenso em quadra e entregou pontos de graça para as rivais, cometendo erros em profusão em quase todos os fundamentos.

Apoiadas por uma torcida barulhenta, as colombianas mostraram melhor volume de jogo, fizeram um jogo quase perfeito e contaram com erros incomuns das brasileiras para vencer os dois primeiros sets por 25 a 19 e 25 a 23.

No terceiro set o Brasil acordou a partir de grande atuação de Natália. Ela fez uma sequência de pontos no início e fim da parcial e foi decisiva para a Seleção vencer o set e, consequentemente, o torneio, que foi conquistado no critério de desempate. A parcial foi suada e vencida por 26 a 24. No quarto set, porém, a embalada Colômbia voltou a jogar melhor, acuou o Brasil e confirmou a vitória para o delírio dos torcedores no ginásio e das eufóricas jogadoras.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Vídeos
Últimas notícias