Treta: campeã de xadrez processa Netflix por série O Gambito da Rainha

Campeã da modalidade nos anos 1970 pede indenização de 5 milhões de dólares e que linha onde não enfrentava homens seja excluída da série

atualizado 17/09/2021 12:37

Divulgação

A campeã russa de xadrez Nona Gaprindashvili está processando o Netflix devido ao seriado O Gambito da Rainha. Nona, que é considerada uma das maiores enxadristas dos anos 1970, diz que a série é de uma  “falsidade devastadora, minando e degradando suas realizações diante de uma audiência de muitos milhões”.

No processo, a enxadrista pede que uma linha onde ela não enfrenta homens seja retirada do seriado. No último episódio do show, a personagem vivida por Anna Taylor-Joy disputa um torneio de xadrez e uma mulher assiste à disputa. Um locutor menciona a mulher, sendo a enxadrista russa, mas diz que ela nunca disputou partidas contra homens.

“A Netflix descaradamente mentiu sobre as conquistas de Gaprindashvili pelo propósito barato e cínico de ‘elevar o drama’ por fazer parecer que seu herói fictício conseguiu fazer o que nenhuma outra mulher, incluindo Gaprindashvili, havia feito”, diz a defesa da enxadrista.

Ainda segundo a defesa de Nona, a citação é “manifestamente falsa, além de ser altamente nojento, sexista e em tom de menosprezo”. Gaprindashvili pede 5 milhões de dólares, aproximadamente R$ 26 milhões.

A Netflix se posicionou sobre o caso. Em nota, o streaming diz que “tem o maior respeito pela senhora Gaprindashvili e sua ilustre carreira, mas acreditamos que essa queixa não tem mérito e vamos defender essa posição vigorosamente”.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias