Treinador de patinação é condenado a 10 anos de prisão por assédio sexual

O sul-coreano Cho Jae-beom admitiu ser culpado de agressões físicas e verbais contra Shim Suk-hee

atualizado 21/01/2021 12:32

Cho Jae-beom, ex-treinador de patinação em velocidade no gelo, foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão nesta quinta-feira (21/1). Ele foi considerado culpado por abusos contra a atleta Shim Suk-hee, 23 anos, que já ganhou duas medalhas de ouro olímpicas nas Olimpíadas de Inverno de PyeongChang, em 2018.

Além do tempo de cadeia, Jae-beom ainda precisará cumprir 200 horas de tratamento para agressores sexuais. “Eu espero que a decisão da corte possa ajudar de alguma forma as vítimas dentro da nossa sociedade a se fazerem ouvidas. Eu sinceramente espero que casos similares nunca mais aconteçam no futuro”, escreveu Suk-hee após a condenação de seu ex-treinador.

A atleta denunciou Jae-beom em 2019, quando tinha 17 anos, por estuprá-la repetidamente. Na época, ele já havia sido demitido da seleção sul-coreana, que estava se preparando para as Olimpíadas de Inverno em 2018. Outras cinco atletas também relataram ter sido abusadas por seus treinadores. Cho Jae-beom admitiu culpa por agressões físicas e verbais, mas negou que tivesse estuprado a jovem.

Vídeos
Últimas notícias