Melo e Kubot são superados e dão adeus ao sonho do bi em Wimbledon

Com a eliminação, o Brasil viu o seu último representante se despedir desta disputa masculina da competição

Matthias Hangst/Getty ImagesMatthias Hangst/Getty Images

atualizado 09/07/2019 19:49

Cabeças de chave número 1 de Wimbledon e campeões em 2017, o brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot foram derrotados pelos franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 6/7 (5/7), 6/3 e 6/3, nesta terça-feira (09/07/2019), em Londres, e deram adeus ao sonho do bicampeonato nas quartas de final do torneio masculino de duplas do Grand Slam inglês.

Com a eliminação, o Brasil viu o seu último representante se despedir desta disputa masculina da competição, na qual anteriormente Marcelo Demoliner e Bruno Soares caíram com os seus respectivos parceiros. O primeiro deles, atuando ao lado do indiano Divij Sharan, havia sido batido justamente por Melo e Kubot na última segunda-feira.

Já Soares, jogando com o seu novo parceiro, o croata Mate Pavic, foi superado de virada pelo mexicano Santiago Gonzalez e pelo paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi em partida válida ainda pela segunda rodada na capital inglesa.

No duelo desta terça-feira, o brasileiro e o polonês não conseguiram exibir eficiência no saque e, juntos, cometeram nada menos do que 13 duplas faltas, contra cinco de Mahut e Roger-Vasselin. Assim, os franceses se aproveitaram da deficiência neste fundamento e foram felizes em seis de 13 chances de quebrar o serviço dos seus rivais, que converteram três de cinco break points.

Para completar, Melo e Kubot somaram 15 erros não forçados, enquanto os franceses contabilizaram apenas sete e dispararam 21 bolas vencedoras, diante de 11 winners dos seus oponentes. Por fim, o brasileiro e o polonês terminaram o jogo com seis aces, contra 11 conseguidos pelos vencedores.

Campeão de duplas de Wimbledon em 2016, quando fez parceria com o compatriota Pierre-Hugues Herbert, Mahut agora vem conseguindo sucesso na competição ao lado de Roger-Vasselin. Antes de despachar os cabeças de chave número 1, os dois desbancaram o favoritismo dos irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, tricampeões do Grand Slam inglês, também por 3 sets a 1.

Últimas notícias