ITF Sand Series Brasília 2021 termina com título brasileiro e deixa o DF em evidência no esporte

O evento de Beach Tennis chegou ao fim após uma semana de disputas às margens do Lago Paranoá

atualizado 17/10/2021 18:58

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Chegou ao fim o ITF Sand Series Brasília 2021, torneio no modo Grand Slam do Beach Tennis. Foram seis dias de disputas em uma mega-arena montada às margens do Lago Paranoá, que terminaram com título brasileiro na decisão da competição internacional.

O campeonato contou com uma estrutura digna de grandes torneios mundiais, colocou Brasília no cenário da modalidade e serve de pontapé inicial para a retomada de eventos desse porte na cidade.

0
Saldo positivo

O torneio contou com a participação de mais de 500 atletas, entre amadores e profissionais. As competições tiveram início na terça-feira (12/10) e terminaram neste domingo (17/10).

Seguindo as recomendações de segurança contra a Covid-19, com exigência de vacinação, testagem contra a doença e uso de máscaras, o ITF Sand Series Brasília 2021 tornou Brasília a capital mundial do Beach Tennis por uma semana.

Para Sergio Oprea, organizador do evento, o ITF fez Brasília ser reconhecida mundialmente na modalidade. “O evento foi um sucesso para público, jogadores, apoiadores, patrocinadores. Só ouvi bons feedbacks de jogadores amadores, profissionais e do público. Para ser um primeiro evento para a cidade, de dar uma largada… Nós respeitamos a venda de ingressos, os protocolos de saúde. Então com certeza fica o saldo positivo”, diz Sergio. “Um evento deste porte com certeza vai gerar mais interesse pelo Beach Tennis em Brasília, e a modalidade só tende a crescer ainda mais.”

“Para a gente como apoiador é incrível. O resultado é notório e deixa um sentimento de satisfação. Os patrocinadores estavam presentes hoje (domingo) e adoraram o evento. Os atletas no final disseram que querem voltar o ano que vem”, resume Leandro Pompeo, um dos proprietários do restaurante Fuego Alma e Vino e apoiador do torneio. “Brasília merece esses eventos. Estamos muito felizes com o resultado. Todo mundo saiu de cabeça erguida, pois sabemos que a capital tem um potencial incrível. Tem muita gente boa aqui, muita empresa grande e só falta isso, trazer coisas grandes. Melhorar sempre o serviço e o atendimento”, finaliza Leandro.

0
Vitória na raça

E o evento não poderia ter terminado melhor: com vitória brasileira e na base da superação. A dupla do Brasil, formada por Vitória Marchezini e Marcela Vita, foi facilmente envolvida no primeiro set pelas italianas Giulia Gasparri, número 1 do mundo, e Ninny Valentini.

O cenário parecia ser o mesmo até o início do segundo set. Mas os ventos literalmente sopraram a favor da dupla brasileira. Aproveitando-se do fator surpresa, Vitória e Marcela iniciaram uma reação espetacular.

As italianas sentiram a pressão e as brasileiras reverteram um placar de 5 x 2, vencendo o set por 7 x 5, empatando a partida e levando para o tie-break.

No desempate, a dupla italiana voltou a mostrar força e saiu na frente. Mas, com o apoio da torcida, Marcela e Vitória viraram novamente o jogo, fechando a partida em 10 x 8, para delírio da torcida na arena.

“Acho que elas sentiram um pouco quando o vento mudou, e a gente soube aproveitar bem isso. Mantivemos a cabeça no lugar e conseguimos reverter uma situação ruim. Voltar a ter esse apoio da torcida também foi fundamental. Agora é só comemorar”, disse Vitória Marchezini ao Metrópoles.

No masculino, Nicolas Gianotti (ITA) e Mattia Spoto (FRA) venceram Nikita Burmakin e Tommaso Giovannini por 2 sets a 1 e sagraram-se campeões do torneio.

Vídeos
Mais lidas
Últimas notícias