“Se sumir carteira, já sei”, diz Bolsonaro a torcedor do Flamengo

O presidente estava na Praça dos Três Poderes quando causou a polêmica. Nas redes sociais, os flamenguistas criticam "frase preconceituosa"

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 15/12/2019 15:51

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) provocou revolta de torcedores do Flamengo ao brincar com um torcedor do time carioca ao vê-lo com a camisa do clube. “Se sumir a carteira de alguém, já sei quem foi”, afirmou. A frase proferida na Praça dos Três Poderes, nesse sábado (14/12/2019), no entanto, não caiu bem entre os rubro-negros e o chefe do Executivo nacional tem sido bombardeado nas redes sociais.

A repercussão grande entre os flamenguistas ocorre também porque, recentemente, Bolsonaro apareceu publicamente com a camisa do Flamengo e chegou a dizer que tinha se tornado torcedor do time durante a Copa Libertadores.

Muitos torcedores do Flamengo cobram uma postura da diretoria do clube contra a afirmação de Bolsonaro, o que não ocorreu até o início da tarde deste domingo.

Quem também aproveitou a brincadeira de Bolsonaro para voltar a criticá-lo foi o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP). Em sua rede social, Frota cita a prática de rachadinha e cobra que o presidente não apareça mais com o Flamengo.

Últimas notícias