Prefeitura do Rio planeja liberar 50% de público nos estádios

Plano de flexibilização anunciado pelo prefeito Eduardo Paes leva em conta cobertura vacinal na cidade e deve valer a partir de setembro

atualizado 29/07/2021 17:37

Maracanã enfeitado com mosaico e bandeiras das torcidas de Santos e PalmeirasReprodução/Twitter Libertadores

A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta quinta-feira (29/7) um plano de flexibilização para a diminuição das medidas de restrições implantadas na cidade para conter o avanço da pandemia da Covid. Entre as medidas está o retorno de 50% do público aos estádios a partir do início de setembro.

Durante a coletiva, o prefeito Eduardo Paes também afirmou que boates também estão no planejamento. Ainda de acordo com Paes, esse retorno de público a esses espaços depende da cobertura vacinal na cidade. Caso 77% da população tenha tomado ao menos a primeira dose e 45% já esteja imunizado com a segunda dose, a reabertura terá início a partir dos dia 2 de setembro.

Especificamente no caso dos estádios, os 50% liberados deverão obrigatoriamente estar vacinados com as duas doses contra a Covid. Sob essa condição, estádios como o Maracanã, São Januário e Nilton Santos, poderão contar com a presença de torcedores.

Essa flexibilização deverá ser acompanhada de regras sanitárias voltadas para a prevenção contra a doença. Veja na arte abaixo.

Plano de Flexibilização

 

Questão Flamengo

Ainda durante a coletiva, Eduardo Paes respondeu sobre o pedido do clube Rubro- negro para que o público retornasse aos estádios. Paes afirmou que a proposta do time é específica e será analisada pela Secretaria de Saúde, e brincou sobre ainda não ter uma decisão concreta sobre o pedido.

“A proposta chegou só ontem, ela não teve uma reposta até ontem porque ninguém tinha pedido, não é porque eu sou vascaíno”, brincou o prefeito.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias