Palmeiras vai reintegrar Lucas Lima e Patrick de Paula nesta sexta

Os meio-campistas voltarão a treinar na Academia de Futebol nesta sexta-feira, segundo revelou o presidente Maurício Galiotte

atualizado 24/06/2021 20:28

Lucas Lima e Patrick de PaulaCésar Greco
Afastados depois de descumprirem o protocolo sanitário do Palmeiras, Lucas Lima e Patrick de Paula já têm data para serem reintegrados ao elenco. Os meio-campistas voltarão a treinar na Academia de Futebol nesta sexta-feira, segundo revelou o presidente Maurício Galiotte nesta quinta.

Os dois foram multados em 40% de seus salários depois de irem a bares que funcionavam clandestinamente em São Paulo, além do horário permitido pelo Plano SP de combate à covid-19, mas voltam a ficar à disposição do técnico Abel Ferreira a partir da reapresentação do elenco, sexta. Nesta quinta, os atletas ganharam folga após o revés por 3 a 1 para o Red Bull Bragantino, pela sexta rodada do Brasileirão.

“Eles foram punidos, receberam uma multa, sabem que erraram. O Palmeiras dá vários exemplos e orientações, trata com muita responsabilidade a pandemia. Eles entendem que realmente cometeram uma falha importante. Eles voltarão a treinar conosco a partir de amanhã (sexta)”, disse Galiotte em entrevista ao SporTV.

Lucas Lima foi o primeiro flagrado por membros da principal torcida organizada do Palmeiras em um bar na zona oeste de São Paulo há uma semana. Ele deixou o local sem máscara e foi cobrado pelos torcedores. Sua assessoria de imprensa havia dito que ele tinha ido apenas jantar com um amigo.

No último domingo foi a vez de Patrick de Paula se envolver em polêmica ao ir a um bar no Tatuapé, zona leste de

São Paulo. A torcida recebeu a denúncia e hostilizou o jogador, que teve de sair do local protegido por um segurança.
A assessoria do atleta afirmou que ele “esteve em um bar com seus familiares” e que foi embora “pouco antes das 22h”. Já o próprio Patrick, horas depois, gravou um vídeo em que disse que estava com a namorada e amigos no local, que, segundo ele, era um restaurante.

Mais cedo, naquele domingo, o jovem meio-campista já havia sido advertido por ter ficado seis minutos fora do gramado para remover o brinco que usava durante a partida contra o América-MG O acessório é proibido nas partidas.

Os dois episódios provocaram irritação na diretoria palmeirense e deixaram o técnico Abel Ferreira chateado e com o elenco ainda mais desfalcado. Ainda não é certo que os meio-campistas voltem a ser relacionados para o próximo duelo, diante do Bahia, domingo, às 20 horas, no Allianz Parque.

Houve uma reunião interna e as cobranças dos dirigentes foram duras, de modo que todo o elenco foi avisado que casos como os de Patrick e Lucas Lima não serão tolerados. O dinheiro proveniente das multas impostas aos meio-campistas será revertido em doações para a Central Única das Favelas (CUFA) e também para as famílias dos funcionários do clube que morreram em decorrência de complicações da covid-19.

Vídeos
Últimas notícias