Mike Tyson usa “maratona sexual” para justificar derrota em Tóquio

"Um dia antes da luta eu fiz sexo com duas empregadas domésticas ao mesmo tempo", contou o lutador de 54 anos

atualizado 17/02/2021 15:10

Mike TysonDonat SorokinTASS via Getty Images

Há 31 anos, Mike Tyson perdeu três títulos mundiais, em 11 de fevereiro de 1990, ao ser nocauteado por Buster Douglas, em Tóquio, no Japão. Em sua autobiografia, “Mike Tyson: a verdade nua e crua”, o lutador atribuiu esta derrota a uma “maratona sexual”.

“Um dia antes da luta eu fiz sexo com duas empregadas domésticas ao mesmo tempo”, contou. “No dia 8 de janeiro de 1990, peguei um avião para voar para Tóquio, gritando e chorando. Não queria lutar, tudo o que me interessava era festejar e fazer sexo com mulheres.”

“Não considerava Douglas como um grande desafio. Nem me dei ao trabalho de assistir a nenhuma de suas lutar em vídeo. Tinha vencido facilmente todos que o nocautearam”, lembrou.

Na época, Tyson tinha 23 anos e era casado com a atriz e modelo Robin Givens, com quem teve uma relação e um divórcio tumultuado.

“Além de fazer sexo com as empregadas domésticas, estava vendo uma jovem japonesa com quem tinha transado da última vez que estive no Japão. Robin tinha ido às compras e eu estava descendo para os fundos do hotel, onde essa jovem tinha um quarto. Esse foi o meu treinamento para enfrentar Douglas”, revelou Mike.

Vídeos
Últimas notícias