Mascote de time de hóquei é acusado de dar soco em criança

Pai da criança conta que administração do ginásio onde o Philadelphia Flyers joga tentou suborná-lo para não falar sobre o assunto

atualizado 22/01/2020 21:30

Kyle Ross/Icon Sportswire via Getty Images

O mascote Gritty, do time de hóquei no gelo Philadelphia Flyers, está sendo acusado de dar soco em uma criança de 13 anos. De acordo com Chris Greenwell, pai do jovem, o episódio aconteceu em um evento para fãs que compraram ingressos para toda a temporada.

Em entrevista para o jornal Philadelphia Inquirer, Chris conta que ele e o filho esperaram uma hora na fila para tirar foto com o mascote. Após o registro, a criança teria dado um tapa na cabeça do mascote, motivando a agressão, um soco nas costas da criança.

Chris conta que levou o filho ao médico, que teria identificado uma lesão. Ele relata ter procurado o time para pagar as contas médicas e conseguir um pedido de desculpas.

“Isso poderia ter sido resolvido de forma amigável, mas eles tentaram me subornar para não falar sobre o assunto”, Greenwell escreveu em seu Facebook. “O Wells Fargo Center (ginásio do Philadelphia Flyers) se recusou a deixar eu ver o vídeo e a polícia teve que investigar. Eles me ofereceram ingressos e vale-drinks em um dos bares da arena”, detalha.

A Comcast Spectacor, empresa parceira do time, nega que qualquer agressão tenha acontecido.

Vídeos
Últimas notícias