Vovô tá on! Nenê e Nino, uma conexão Brasil-Espanha que desafia o tempo

Jogadores do Fluminense e do Elche, da Espanha, os atacantes são destaques dos seus times no alto dos 40 e 39 anos, respectivamente

atualizado 18/10/2020 0:25

Nino, do Elche, e Nenê, do FluminenseDivulgação/La Liga e Lucas Merçon/Fluminense

Brasil e Espanha estão separados por quase 8 mil quilômetros no mapa. Para “conectar” um país a outro é necessário cruzar boa parte do oceano atlântico ou… desafiar o tempo como Nino e Nenê têm feito com a bola nos pés. Aos 40 e 39 anos, respectivamente, os veteranos atacantes ignoram o fator idade para brilharem como estrelas de seus times nas ligas nacionais.

Juan Francisco Martinez Modesto, o Nino, foi um dos responsáveis por devolver o modesto Elche à elite do Campeonato Espanhol em agosto deste ano. Contemporâneo e ex-companheiro Iker Casillas no Real Madrid, o atacante quarentão tem quebrado recordes e busca novas marcas. Ele está entre os 10 maiores artilheiros de todos os tempos da liga, ao lado de lendas do futebol como Cesar Rodriguez, Hugo Sanchez, David Villa, Raul Gonzalez, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Aos 40 anos, ele está prestes a derrubar a marca de um brasileiro. Donato, ex-meia do RC Deportivo, detém o “título” de atacante mais velho a balançar a rede no Espanhol. Em janeiro de 2003, quando tinha 40 anos e 138 dias, ele anotou gol contra o Athletic Club e cravou seu nome na história.

0

Nino tem neste domingo (18/10) a primeira oportunidade de quebrar o recorde do brasileiro Donato. Quando entrar em campo diante do Alavés, às 13h30 (horário de Brasília), ele terá ultrapassado a idade do detentor da marca. Restará balançar a rede.

Nenê artilheiro

Com um oceano de diferença, Anderson Luiz de Carvalho, o Nenê, segue trilha parecida. Aos 39 anos, ele figura como artilheiro do Fluminense na temporada e no Brasileirão. São sete gols marcados até aqui e uma longevidade que o coloca como um dos atletas mais usados pelo técnico Odair Hellmann (atuou em 14 dos 17 jogos do Tricolor no Nacional).

A temporada 2020 de Nenê tem sido um marco em sua vitoriosa carreira. Além dos sete gols anotados no Brasileiro, o veterano marcou três pela Copa do Brasil e dois no Campeonato Carioca, o que o faz ostentar a marca de 12 gols em 24 partidas no ano. Ele está a seis gols de Thiago Galhardo, o atual artilheiro do Nacional, e tenta igualar o feito de Romário. Em 2005, também aos 39 anos, o baixinho se tornou o goleador mais velho da competição ao anotar 22 tentos pelo Vasco.

A pontaria e regularidade de Nenê aos 39 anos chamam a atenção e, assim como Nino na Espanha, desafiam o tempo útil de um atleta profissional de alto nível no futebol.

Vídeos
Últimas notícias