Tuchel critica reformas da Champions: “Não é mais qualidade”

Alemão seguiu exemplo de Klopp e Guardiola e atacou novidades anunciadas pela Uefa na semana passada

atualizado 26/04/2021 13:28

Tuchel PSGUEFA - Handout/UEFA via Getty Images

Na véspera do jogo de ida pelas semifinais da Champions League contra o Real Madrid, Thomas Tuchel, técnico do Chelsea, aproveitou sua plataforma para atacar a reforma da Champions League, anunciada pela Uefa na semana passada em meio à batalha da opinião pública contra a proposta da Superliga Europeia, que acabou derrotada. O posicionamento de Tuchel vai ao encontro de críticas feitas por alguns de seus colegas, como Jürgen Klopp, do Liverpool, e Pep Guardiola, do Manchester City.

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (26), antes do primeiro jogo da semifinal contra o Real Madrid, que acontece nesta terça (27), Tuchel apontou que a Superliga criou uma cortina de fumaça para que a Uefa avançasse com seus planos de mudanças na Champions League, criticando em especial a falta de diálogo com técnicos e jogadores, os principais afetados pelo novo calendário, que aumenta o número de partidas na primeira fase de seis para dez.

Leia a matéria completa no site do Trivela, parceiro do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias