23 ficam feridos após confronto em festa no Desfile do Flamengo

Confusão entre torcedores e policiais teve uso de gás lacrimogêneo, bombas de efeito moral e tiros de bala de borracha

Reprodução/SporTV

atualizado 24/11/2019 20:11

O desfile em carro aberto do Flamengo, que comemorava no centro do Rio de Janeiro a conquista do título da Copa Libertadores deste ano, teve registros de confusão. Primeiro, a polícia teve trabalho com um grupo de ladrões que tentava roubar e furtar aparelhos de telefone celular. Indignados com a situação, torcedores do Rubro-Negro tentaram linchar o grupo, mas foram impedidos por policiais militares e guardas municipais.

Ao todo, 23 pessoas ficaram feridas após os confrontos. Segundo comunicado do Sistema Municipal de Saúde, os ferimentos foram causados por quedas, tiros de balas de borracha, gás lacrimogênio ou spray de pimenta. As vítimas foram levadas para o Hospital Souza Aguiar, também localizado no Centro do Rio de Janeiro.

No fim da celebração, um grupo entrou em confronto com a polícia. O canal fechado SporTV mostrou ao vivo algumas imagens da confusão, ocorrida na Avenida Presidente Vargas. A polícia precisou usar bombas de efeito moral para dispersar a confusão. Alguns vândalos com o rosto coberto tentaram depredar paradas de ônibus com chutes e pedradas. Outros, arremessaram pedras contra viaturas da polícia.

Ainda de acordo com o canal carioca, a confusão teria tido início por conta da tentativa de invasão de alguns torcedores à área onde o trio elétrico que desfilou com a delegação rubro-negra dispersaria o caminho, ao final da comemoração.

 

Últimas notícias