Técnico da Argentina exalta Messi: “O 10 fez o que faz de melhor”

Em coletiva, Lionel Scaloni explicou como tentou equilibrar as ações contra o México depois das dificuldades do primeiro tempo

atualizado 26/11/2022 19:03

Markus Gilliar - GES Sportfoto/Getty Images

Doha (Catar) — Após a derrota para a Arábia Saudita na primeira rodada da Copa do Mundo, o caso de amor que o mundo do futebol vive com Lionel Messi ameaçou perder um pouco de fôlego. Mas bastou um gol decisivo, que mantém a Argentina viva após vitória por 2 x 0 sobre o México, e mais uma exibição de gala do camisa 10 para a paixão se reacender. E essa paixão começa com seu treinador, Lionel Scaloni.

“O 10 desequilibrou e fez o que sabe fazer de melhor. E, por nós, está tudo bem. Sabemos há anos que temos o melhor do mundo. Então, não é necessário passar nenhuma mensagem. Até porque ainda não fizemos nada”, afirmou Scaloni, em entrevista.

“Era uma partida terrivelmente difícil para nós, e Messi resolveu; então, não teria como eu não dar a nota mais alta da partida para ele.”

Sobre o jogo, Scaloni explicou que o México surpreendeu taticamente, o que obrigou os hermanos a fazer ajustes para jogar o segundo tempo.

“Achávamos que entrariam com uma linha de cinco. Eles também estavam ganhando diversos duelos no meio-campo, e acho que conseguimos equilibrar. [Julian] Alvarez e Enzo Fernandez, com sua qualidade no passe e distribuição de jogo, foram essenciais”, acrescentou.

Scaloni também aproveitou a vitória após um jogo tenso para exaltar os comandados e a identificação que demonstram com a camisa celeste. “É um prazer vê-los jogar. Quem não se identifica com essa seleção é porque, realmente, não gosta da Seleção Argentina.”

A Argentina se encontra em segundo lugar no Grupo C da Copa do Catar, com três pontos. O time de Scaloni encara a Polônia, líder da chave, na última rodada da fase de grupos.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias