São Paulo rescinde com Calazans, que promete processar o clube

Após o atacante não comparecer no CT do clube para o tratamento no joelho, clube começou a trabalhar no cancelamento do contrato

atualizado 06/10/2021 14:24

Marcelo Hazan

A longa, mas curta, passagem do atacante Marquinhos Calazans pelo São Paulo deve acabar na justiça. Isso porque o clube anunciou ontem (5/10) a rescisão do contrato do jogador, que era válido até dezembro do ano que vem. Ele ficou no Tricolor por três anos, mas disputou apenas quatro partidas.

A quebra do vínculo entre as duas partes foi publicada ontem no Boletim Informativo Diário (BID). A justificativa do clube é que o atleta não compareceu ao CT para continuar o tratamento no joelho, mas ele não apareceu mais.

A lesão aconteceu em 2020, quando o Calazans estava emprestado ao CRB. Em seu segundo jogo pelo clube, o jogador rompeu os ligamentos do joelho direito. Mesmo com contrato até janeiro com o clube alagoano, ele foi devolvido ao São Paulo. A cirurgia foi realizada em setembro daquele ano.

A ideia do Tricolor Paulista era rescindir o contrato ainda no meio do ano, mas os advogados do atleta atrasaram algumas pendências, que só foram concluídas agora.

Porém, o jogador afirma que não negociou a ruptura do vínculo com o São Paulo em momento algum e que não houve acordo, o que torna, segundo Marquinhos, o ato ilegal.

Ele ainda alegou que não foi convocado para voltar ao clube, que não está recuperado da lesão e que precisará passar por nova cirurgia.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Vídeos
Últimas notícias