Santos arrecada R$ 1 milhão em ‘vaquinha’ virtual e dobra meta para quitar dívida

Antes, na primeira fase, os torcedores já haviam contribuído com R$ 500 mil em menos de 48 horas

atualizado 31/10/2020 13:14

A “vaquinha” on-line promovida pelo Santos para ajudar o clube a pagar dívidas já arrecadou mais de R$ 1 milhão em mais de uma semana após o início da campanha, intitulada “Virada Santista”. Com isso, a diretoria resolveu dobrar a meta, que agora é de R$ 2 milhões.

Antes, na primeira fase, os torcedores já haviam contribuído com R$ 500 mil em menos de 48 horas. Agora, em 10 dias, a nova mobilização rendeu ao Santos R$ 1 milhão. O clube comemorou o sucesso da campanha e estipulou R$ 2 milhões como nova meta.

Mais de 19 mil torcedores contribuíram com o financiamento coletivo santista, criado no dia 21 de outubro para aliviar as dívidas do clube. Se a vaquinha bater a nova meta, o Santos promete pagar a dívida com o Atlético Nacional, da Colômbia, referente à aquisição do zagueiro Felipe Aguilar, em 2019. O defensor, hoje, defende o Athletico-PR.

“Chegamos a 1 milhão de reais arrecadados. Quero agradecer você, torcedor do Santos, por estar empenhado nesse projeto para que nos possibilite pagar nossas contas, nossas dívidas com os clubes que nos geraram restrições na Fifa. Agora vamos para terceira fase, vamos dobrar a meta. Precisamos chegar a 2 milhões porque com esse valor eu consigo abrir uma negociação aceitável com Atlético Nacional, da Colômbia”, afirmou o presidente Orlando Rollo, em depoimento divulgado nas redes sociais.

“É um valor plausível que vai nos ajudar muito para que a gente comece a renegociação com eles. É hora de ajudar o Santos”, pediu o mandatário.

A vaquinha é uma alternativa encontrada para que os torcedores mostrem todo seu amor pelo clube e possam ajudar. Como não conseguem ir às arquibancadas, o apelo é que entrem no site de doações. O clube segue proibido de contratar ou registrar jogadores até regularizar as suas pendências financeiras.

A campanha “Virada Santista” tem duração até 20 de novembro. Mas na velocidade que caminha tem tudo para bater a nova meta antes.

Vídeos
Últimas notícias