Saiba quem anda gastando e quem fechou a carteira no futebol inglês

Chelsea, Manchester City, Liverpool e Tottenham são os esquadrões que mais facilmente abrem a carteira. Já Manchester United e Arsenal...

Visionhaus/Getty ImagesVisionhaus/Getty Images

atualizado 05/07/2019 11:56

A Premier League é, reconhecidamente, um dos principais campeonatos de clubes do mundo. Talvez o maior. Com excelentes jogadores, estádios e campos que parecem um tapete, o torneio britânico é um sucesso de público e crítica. Grande parte disso se deve ao poderio financeiro de seus principais clubes, que não hesitam em movimentar quantias astronômicas de dinheiro. Mas nem todos têm esse comportamento.

De acordo com uma pesquisa feita pelo jornal The Sun com os seis principais clubes da Inglaterra — Manchester United, Manchester City, Chelsea, Tottenham, Arsenal e Liverpool –, dois deles não estão investindo dinheiro em suas equipes de futebol.

Tanto a família Glazer, donos do United, quanto Stan Kroenke, proprietário do Arsenal, parecem estar receosos com os resultados dos últimos anos e não investem no futebol das equipes. Dessa forma, Gunners e Red Devils têm sido obrigados a contar com o dinheiro de vendas de jogadores e acordos de TV para conseguir se reforçar e arcar com outros custos.

Dentre os clubes que têm aberto a carteira com mais facilidade, em primeiro está o Chelsea, que nas últimas cinco temporadas investiu 362 milhões de euros no clube, em segundo o Manchester City, com 336 milhões de euros, o Liverpool em terceiro, com 103,5 milhões, e em quarto, o Tottenham, com 44,5 milhões de euros.

Últimas notícias