Riquelme quer voltar ao Boca Juniors como vice-presidente

O ex-meia de 41 anos anunciou, nesta quarta-feira, que concorrerá nas eleições de 8 de dezembro como segundo candidato ao cargo

Alejandro Del Bosco/El Grafico/Getty Images

atualizado 20/11/2019 18:18

Juan Román Riquelme deseja voltar ao Boca Juniors, mas agora como dirigente. O ex-meia de 41 anos anunciou, nesta quarta-feira (20/11/2019), que concorrerá nas eleições de 8 de dezembro como segundo candidato a vice-presidente em uma chapa que se opõe à atual gestão, liderada por Daniel Angelici.

“Farei parte da chapa composta por (Jorge) Ameal e (Mario) Pergolini (primeiro vice)”, informou o ídolo do clube, em entrevista à rede de televisão Fox Sports. “Me sinto bem, feliz. Tenho a possibilidade de voltar para minha casa, para meu clube, e isso é maravilhoso”, complementou.

Riquelme, que se aposentou dos gramados em 2015, também disse que, ao participar das eleições, terá de adiar sua festa de despedida, inicialmente marcada para o próximo dia 12 de dezembro no estádio da La Bombonera.

As recentes conquistas do maior rival, River Plate, e as sequências de derrotas em clássicos – caiu na final da Copa Libertadores do ano passado e nas semifinais da edição deste ano -, segundo Riquelme, em outra entrevista recente, são sintomas da derrocada da hegemonia do Boca Juniors no país.

Últimas notícias