Quarentena: Barcelona quer cortar até 70% do salário dos atletas

Clube não se encontra em situação financeira favorável e, caso a temporada não seja completada, pode não conseguir pagar suas dívidas

atualizado 26/03/2020 12:22

Com a pandemia de coronavírus no mundo, a maioria das ligas esportivas no mundo foi obrigada a suspender suas atividades. Com isso, diversos clubes têm renegociado o salário de atletas. O Barcelona, por exemplo, planeja um corte radical no vencimento de seus jogadores.

O clube catalão quer reduzir o salário dos atletas em até 70% durante a quarentena pelo coronavírus na Espanha. A diretoria do Barcelona tem esperanças na compreensão dos jogadores pela situação, mas nenhum acordo foi fechado até o momento.

A media seria igualmente aplicada ao time profissional de futebol masculino e feminino, ao time B, às categorias sub-19, e às equipes de basquete, futsal, handebol, e hóquei sobre patins.

O Barcelona se encontra em situação econômica precária. Há relatos de que o clube, talvez, não consiga quitar suas dívidas se a temporada não for retomada. Segundo dados do The Guardian, do orçamento anual de 1 bilhão de euros, 66% foram gastos em salários na atual temporada, uma baixa dos 70% da temporada anterior, mas ainda assim um número considerado alto. O clube esperava que esse número estivesse próximo a 61%, o que é considerado improvável no momento.

Últimas notícias