*
 

A seleção brasileira vai entrar no clima dos ingleses e viajará de trem de Londres a Liverpool, na tarde desta sexta-feira (1º/6), para o amistoso de domingo contra a Croácia. Mas isso não significa abrir mão da segurança. Um forte esquema foi armado, tanto para a viagem como para a chegada à terra dos Beatles. Para além do assédio, o temor é por possíveis manifestações da torcida do Liverpool contra Philippe Coutinho.

Para a viagem, a CBF reservou dois vagões de um trem, que serão isolados dos demais. Seguranças da entidade terão a companhia de outros contratados para prestar serviço durante o período de treinamentos no CT do Tottenham. O número de profissionais não foi divulgado.

Na chegada a Liverpool, já no período da noite, será armado um esquema para isolar a delegação de contatos externos. A polícia local vai dar apoio aos seguranças da entidade.

Em janeiro, o Liverpool cedeu ao desejo do Barcelona e de Coutinho e o vendeu ao time catalão em uma negociação milionária. A decisão irritou os torcedores do time inglês. As medidas de segurança adotadas preveem que a chiadeira contra o meia, com grande possibilidade de acontecer, não exponha nem Coutinho nem os outros jogadores a algum tipo de constrangimento.

A partida contra a Croácia será no domingo, às 16 horas locais (11h de Brasília) e o retorno a Londres será depois do jogo. A volta será de avião.

Na segunda-feira (4/6), a seleção brasileira retoma os treinos no CT do Tottenham. Ficará no local até a sexta-feira (8), quando viaja para a Áustria, pois no dia 10, em Viena, faz amistoso contra a seleção da casa e em seguida viaja para Sochi, na Rússia.

A estreia na Copa será dia 17, contra a Suíça, em Rostov-on-Don.

 

 

COMENTE

Seleção BrasileiraCBFliverpoolcopa do mundo 2018Phillipe Coutinho
comunicar erro à redação

Leia mais: Futebol