Perrengue: jornal dá detalhes da realidade do Chelsea após sanções

Sem previsão de contratações, executivos sem poder de decisão e jogadores pagando pelo combustível do ônibus são relatados pelo Marca

atualizado 05/04/2022 12:17

Chelsea sofre com as sanções econômicas sofridasChris J Ratcliffe/Getty Images

Por conta das sanções impostas pelo Reino Unido contra o oligarca russo Roman Abramovich, o Chelsea vem sofrendo consequências no dia a dia fora de campo. Segundo publicação do jornal espanhol Marca desta terça-feira (5/4), as limitações financeiras impostas ao clube londrino.

Um dos pontos destacados pelo jornal é com relação aos funcionários que estavam ligados as empresas de Abramovich. De acordo com Marca, profissionais de áreas como a comunicação, marketing, recursos humanos, medicina e fisioterapia tiveram que ser afastados.

Os funcionários que trabalham diretamente com a equipe principal, no entanto, permanecem atuando. No caso dos executivos, apesar de permanecerem em seus cargos, não podem tomar nenhum tipo de decisão. Contratações e renovações de contrato também estão travadas.

A matéria afirma ainda que para a equipe enfrentar o Middlesbrough, pelas quartas de final da Copa da Inglaterra no dia 19 de março, os jogadores tiveram que pagar o diesel do ônibus do próprio bolso para chegarem ao compromisso.

A equipe volta a campo nesta quarta-feira (6/4) para enfrentar o Real Madrid pelas quartas de final da Champions League no Stamfrod Bridge.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Mais lidas
Vídeos
Comprar ingresso para o jogo (Cruzeiro contra Chapecoense)
Últimas notícias