Pedro confirma interesse do Fla, mas se diz focado no Flu

O jogador se reuniu com o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, e teria comunicado o desejo de aceitar a proposta do Flamengo

Getty ImagesGetty Images

atualizado 06/07/2019 18:42

O centroavante Pedro quebrou o silêncio e se pronunciou pela primeira vez sobre a negociação com o Flamengo. Em seu perfil oficial no Instagram, o jogador confirmou que ouviu a proposta do clube rubro-negro, mas rebateu o que chamou de “inverdades”, ressaltando que jamais cogitou rescindir seu contrato ou um processo jurídico, como aconteceu com Gustavo Scarpa, hoje no Palmeiras, e disse ser grato ao clube tricolor.

“Tenho seis anos de Fluminense. Sempre defendi com orgulho e respeito a camisa tricolor. Jamais passou pela minha cabeça desrespeitar a instituição e, principalmente, os torcedores que sempre me abraçaram em meus melhores e piores momentos”, escreveu Pedro na publicação na rede social.

“Aproveito e ressalto que em momento algum pensei na possibilidade de uma rescisão unilateral ou qualquer processo jurídico. A educação dada pela minha família tem como base a gratidão com as pessoas que me ajudaram a construir grandes momentos no Fluminense, clube ao qual sempre serei grato”, continuou.

Na sexta-feira (05/07/2019), de acordo com nota divulgada pelo estafe do jogador, Pedro se reuniu com o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, o vice-presidente Celso Barros e o diretor executivo de futebol do clube, Paulo Angioni, e teria comunicado o desejo de aceitar a proposta do Flamengo, que estaria disposto a pagar 10 milhões de euros por 70% dos direitos econômicos do atacante.

A diretoria do clube tricolor, no entanto, só estaria disposta a liberar o principal atleta do elenco se o Flamengo pagar a multa rescisória, que é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 200 milhões). É possível que o clube rubro-negro desista da negociação para manter a boa relação com a diretoria do Fluminense.

“Sobre ouvir e querer conhecer qualquer projeto, é uma atitude natural de qualquer profissional. Ouvir não quer dizer sair. Que fique bem claro”, afirmou Pedro. Seu estafe disse que o atleta teve “interesse em ouvir o projeto esportivo e financeiro dos clubes” e que busca “o melhor para ambas as partes”.

Pedro se recuperou de uma lesão muscular e treinou na última quinta-feira pela primeira vez nesta intertemporada. Ele foi inscrito pelo Fluminense na Copa Sul-Americana e é a principal joia do elenco atual.

“Sigo, mesmo diante de tantas especulações e inverdades ditas sobre a minha pessoa, focado, trabalhando e à disposição do Fluminense para as batalhas que teremos pela frente”, publicou Pedro, que foi revelado pelo time das Laranjeiras e chegou a passar pelas categorias de base do Flamengo de 2007 a 2011.

Ele subiu ao time profissional do Fluminense em 2016 e a sua melhor temporada foi em 2018, ano em que, apesar de ter ficado quase metade do ano afastado em razão de uma lesão no joelho, foi artilheiro da equipe, convocado para a seleção brasileira e eleito a revelação do Campeonato Brasileiro.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Tenho seis anos de Fluminense. Sempre defendi com orgulho e respeito a camisa tricolor. Jamais passou pela minha cabeça desrespeitar a instituição e, principalmente, os torcedores que sempre me abraçaram em meus melhores e piores momentos. . Estou ciente do momento financeiro do clube. Das trocas internas. Aproveito e ressalto que em momento algum pensei na possibilidade de uma rescisão unilateral ou qualquer processo jurídico. A educação dada pela minha família, tem como base a gratidão com as pessoas que me ajudaram a construir grandes momentos no Fluminense, clube ao qual sempre serei grato. . Sobre ouvir e querer conhecer qualquer projeto, é uma atitude natural de qualquer profissional. Ouvir não quer dizer sair. Que fique bem claro. . Sigo, mesmo diante de tantas especulações e inverdades ditas sobre a minha pessoa, focado, trabalhando e à disposição do Fluminense para as batalhas que teremos pela frente. ST! . 📷: Lucas Merçon

Uma publicação compartilhada por Pedro Guilherme (@pedroguilherme) em

Últimas notícias