Os trapalhões da quarentena: times dão exemplos a não serem seguidos

Período de distanciamento teve bonecas infláveis nas arquibancadas, torneio clandestino e desrespeito a decreto

atualizado 20/05/2020 22:53

Bonecas infláveis na arquibancadaReprodução/Twitter

Em meio ao período de distanciamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, ficar sem futebol tem sido uma tarefa árdua para os torcedores. A volta do Campeonato Alemão, entretanto, diminuiu um pouco o afã dos que sentiam mais saudade do esporte bretão. No mundo esportivo, porém, houve quem cometesse deslizes em plena quarentena. O Metrópoles separou alguns exemplos dos “trapalhões” e que não devem ser seguidos.

Bonecas infláveis e multa

O FC Seoul encontrou uma maneira inusitada de povoar os jogos em meio à quarentena. O tiro, entretanto, saiu pela culatra. A equipe colocou várias bonecas infláveis nas arquibancadas, para representar torcedores, impedidos de ir aos estádios durante a quarentena. A medida naturalmente pegou mal e o clube acabou multado em cerca de R$ 450 mil reais. Depois da ação falhada, o clube reconheceu o erro e pediu desculpas às mulheres e famílias.

Flamengo ignora decreto e treina

Na surdina, o atual campeão brasileiro e da Copa Libertadores, voltou a realizar treinos físicos e com bola. Para piorar, o retorno às atividades foi feito sem o aval do governo do Rio de Janeiro. O treino foi registrado pela TV Globo, que conseguiu as imagens ao sobrevoar o Ninho do Urubu com o Globocop. Perguntado sobre a volta sem autorização, o Flamengo afirmou estar realizando apenas “avaliações”.

Torneio clandestino na Alemanha

Mesmo sendo o primeiro país a retomar os jogos de futebol, na Alemanha houve quem queimasse a largada na quarentena. O Schalke 04, que foi goleado pelo Borussia Dortmund na mais recente rodada do Campeonato Alemão, descobriu atletas que furaram a quarentena para… jogar futebol.

O Post SV Oberhausen, outro clube alemão, havia aberto as portas de seu centro de treinamento para a realização de treinos sem contato. Mas as coisas, digamos, saíram do controle. Um torneio passou a ser realizado no local e o time não viu outra alternativa a não ser contar às autoridades. Indignado com a atitude, o Schalke 04 anunciou que punirá os jogadores envolvidos no caso.

Cruzeiro e os pontos negativos

O deslize cometido pelo Cruzeiro não ocorreu durante a quarentena. Mas ele teve desdobramentos… durante a quarentena. Por conta de uma dívida contraída em 2016, referente ao empréstimo do volante Denílson, a Raposa foi punida pela Fifa com a perda de seis pontos. Assim, não bastasse jogar a primeira Série B da história do clube, o time ainda começará a competição com seis pontos negativos.

Mas como tragédia pouca é bobagem, a punição pode ser ainda maior. O clube receberá um novo prazo para quitar os débitos. Caso não o faça, o time sofrerá uma nova sanção.

Vídeos
Últimas notícias