Organizadas cobram Corinthians antes de jogo: “Vergonha”

A Polícia Militar reforçou a segurança no CT e não houve confusão envolvendo os torcedores

atualizado 26/02/2020 19:44

Em protesto realizado em frente ao portão principal do CT Joaquim Grava, torcidas organizadas do Corinthians cobraram a diretoria, os jogadores e o técnico Tiago Nunes. A manifestação aconteceu horas antes de o time enfrentar o Santo André na noite desta quarta-feira (26/02/2020), na Arena em Itaquera, em rodada do Paulistão.

Além de bateria e bandeiras, os torcedores levaram faixas com críticas principalmente à diretoria, chamada de “vergonha”. Uma outra ainda cobrava o presidente do clube: “Andrés, olha o seu planejamento”. A Polícia Militar reforçou a segurança no CT e não houve confusão envolvendo os torcedores.

Algumas das músicas cantadas pelos torcedores diziam “honra a camisa, de vagabundo o Corinthians não precisa”, “não é mole não, tem mercenário jogando no Timão” e “que saudade quando o Corinthians jogava com vontade”. O atacante Luan, principal contratação do clube nesta temporada, ainda foi alvo com a canção que questionava: “Cade o Luan? Ninguém sabe, ninguém viu, sumiu”.

Já para o técnico Tiago Nunes, os torcedores mandaram um recado: “preste atenção, muito respeito com a camisa do Timão”. Em relação aos dirigentes, além do presidente Andrés Sanchez, também foram cobrados pelos torcedores o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves e o gerente Vilson Menezes. Os torcedores pediram a saída deles.

Os jogadores, comissão técnica e dirigentes estavam concentrados no CT Joaquim Grava enquanto os torcedores protestavam em frente ao portão principal. O Corinthians enfrenta o Santo André a partir das 21h30, na Arena em Itaquera, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Últimas notícias