Nos últimos minutos, Atlético-MG consegue empate contra o Flu

Patric fez gol contra e Di Santo fez 1 x 1 aos 43 do segundo tempo

atualizado 16/11/2019 21:07

CELSO PUPO/ESTADÃO CONTEÚDO

Diante de um público de 24.405 torcedores, o Fluminense ia conquistando uma vitória importante no objetivo de fugir da zona de rebaixamento, quando sofreu o empate já nos minutos finais. O marcador foi aberto com gol contra de Patric ainda no primeiro tempo e aos 43 do segundo, Di Santo fez 1 x 1.

O resultado manteve o tricolor carioca próximo da degola, empatado com o Cruzeiro — que ainda joga neste domingo (17/11/2019), contra o Avaí — em 35 pontos.  O Galo também não mudou de posição na tabela. Segue em 12º, com 41 pontos.

O jogo
Logo aos 3 minutos o Fluminense chegou muito perto de abrir o marcador. A bola foi levantada na área e desviada na direção de Gilberto, que conseguiu cabecear por cima de Cleiton. Mas o arqueiro mineiro conseguiu se recuperar e, com um pulo, deu um tapa para tirar a redonda da direção do gol. Um pouco mais tarde, aos 15 minutos, Yony González tentou a finalização, mas ela desviou na marcação e foi para a pequena área, na frente do gol. Marcos Paulo e Patric dividiram ela e o lateral do Atlético acabou jogando contra o próprio gol, fazendo 1 x 0.

Aos 25, Ganso abriu bem para Igor Julião, que conseguiu encontrar Yony dentro da área, mas o colombiano estava desequilibrado na hora da finalização e errou o alvo. Já na marca dos 40 minutos, o camisa 11 decidiu tentar individualmente. Recebeu passe pela direita, cortou para a esquerda e chutou, mas Cleiton estava bem posicionado e impediu o 2º gol tricolor. No minuto 41, Patric finalizou da entrada da área, porém Marcos Felipe — substituto de Muriel — segurou tranquilamente.

2º tempo
O Galo voltou do intervalo com tanque cheio e com sede de gols. Nos primeiros instantes, Bruninho e Di Santo tentaram, mas sem êxito, sendo que o atacante conseguiu chegar mais perto do alvo, porém o lance terminou em tiro de meta para Marcos Felipe. Aos 11 minutos, Yuri Lima tentou de primeira, entretanto seu companheiro Marcos Paulo estava no meio do caminho e bloqueou o chute.

No minuto 29, Cazares investiu na habilidade individual, conseguiu bom drible e armou o chute, porém na hora certa o volante Allan fez o desarme. Aos 35, o equatoriano ativou o contra-ataque ao ver Marquinhos passar em velocidade. Ele mandou para o camisa 50, o ponta conseguiu o domínio, mas Dodi, que acompanhou o atleticano desde o começo, estava inteiro no lance para impedir que o chute de Marquinhos fosse até o gol.

Quando os ponteiros mostravam 36 minutos do 2º tempo, Vinícius teve espaço, carregou pela intermediária e decidiu arriscar. A bola pegou muita altura e passou longe do alvo. No 43º minuto, com o Galo ainda pressionando, Marquinhos fez boa jogada e cruzou na área. A redonda ficou com o argentino Di Santo, que dominou e chutou em diagonal para igualar o marcador, 1 x 1. Já nos acréscimos, Marquinhos tentou a virada puxando para o meio e batendo de esquerda, mas saiu pela linha de fundo, assustando o goleiro tricolor.

Vídeos
Últimas notícias