Nos pênaltis, Boca Juniors elimina o Internacional da Libertadores

Os jogos de ida e volta das quartas contra o Racing estão marcados para os dias 16 e 23, ainda sem locais definidos

atualizado 09/12/2020 23:55

Boca Juniors x InternacionalMarcelo Endelli/Getty Images

O único jogo que restava das oitavas de final da Libertadores finalmente decidiu o adversário do Racing nas quartas de final. O gol contra de Fabra levou a decisão para os pênaltis, mas o Boca Juniors despachou o Internacional da competição, após Peglow e Lindoso desperdiçarem as cobranças.

Agora, os jogos de ida e volta das quartas estão marcados para os dias 16 e 23, ainda sem locais definidos.

O jogo

Antes mesmo da bola rolar, o Inter já começou atrás do placar pelo resultado do jogo de ida. No Beira-Rio, Tévez fez 1 x 0 para o Boca e os argentino estavam com a vantagem para resolver dentro de casa. Por isso, o time de Abel Braga comandou as ações desde o primeiro minuto.

No minuto 17, Thiago Galhardo parou no travessão após boa jogada de Patrick. Aos 25, Moisés cruzou na medida para Praxedes, mas o volante mandou no colo de Andrada. Quatro instantes depois, em outra chance por cima, Galhardo subiu e mirou o canto esquerdo, porém o guardião impediu o gol do artilheiro.

Aos 31, surgiu outra boa oportunidade para o time gaúcho, Marcos Guilherme recebeu passe na entrada da área e, inteligentemente, viu Andrada se adiantar, tentou finalizar com um leve toque, mas acabou saindo fraca demais. O goleiro defendeu facilmente.

Do lado do Boca, houve três finalizações, segundo o SofaScore, porém nenhuma no alvo, sem sustos para Marcelo Lomba.

2º tempo

No segundo minuto após a volta do intervalo, o Boca fez um gol contra a própria meta. Moisés recebeu passe de Patrick e cruzou rasteiro. O lateral Frank Fabra se atrapalhou com a chegada de Marcos Guilherme e acabou mandando pro fundo das redes de Andrada. Este foi o primeiro gol sofrido pelo Azul y Oro em casa na Libertadores.

A vitória parcial do Inter significa empate no placar agregado, o que levava a decisão para os pênaltis. Então, os argentinos começaram a atacar mais. Aos 12, Lomba foi exigido pela primeira vez e não decepcionou. Tévez recebeu pela esquerda, passou por Moledo e testou o goleiro do Inter, que foi muito bem e impediu o gol do camisa 10.

Aos 37, Edenílson cobrou escanteio, Andrada saiu mal e a bola caiu no pé de Cuesta, que estava sozinho, mas acabou mandando por cima do gol e desperdiçou uma boa chance para o Colorado. Já aos 44, os argentinos executaram uma jogada ensaiada e Cardona encheu o pé na direção do gol de Lomba que só ficou olhando a bola sair pela linha de fundo.

Disputa de pênaltis

Sem mais gols, o tempo normal se esgotou e a decisão foi para as penalidades. Tévez e Rodinei começaram as cobranças e converteram em gol, 1 x 1.

Cardona foi o segundo batedor do Boca e acabou parando em Lomba. Enedílson foi o próximo e guardou no fundo das redes de Andrada, 2 x 1 para o Inter.

A terceira cobrança ficou com Salvio que não desperdiçou. Depois, Lindoso foi pra bola e isolou por cima do gol. Tudo igual, 2 x 2.

O vilão do jogo, Fabra foi para a quarta bola e não bobeou, mandou no canto esquerdo de Lomba. Na mesma pegada, Yuri Alberto cobrou no mesmo canto e empatou novamente, 3 x 3.

Izquiero bateu o 5º e mandou bola pra um lado e goleiro para o outro. Leandro Fernández foi para a 5ª cobrança do Inter sabendo que não podia perder e fez o mesmo que o Izquierdo, enganando Andrada, 4 x 4.

O lateral Jara foi para a 6ª e não desperdiçou. Peglow bateu a última e mandou para fora a chance do Inter seguir na Libertadores. Fim do placar das cobranças: 5 x 4.

Vídeos
Últimas notícias