Na Colômbia, Guarín aguarda pendências para abrir negociações

Volante caiu nas graças da torcida do Vasco após boas atuações, mas salários atrasados são empecilho para conversas sobre permanência

Reprodução/InstagramReprodução/Instagram

atualizado 09/01/2020 10:32

A apresentação do elenco do Vasco para a temporada 2020 teve um desfalque: o volante colombiano Fredy Guarín. Ainda de férias na Colômbia, o jogador, que caiu nas graças da torcida vascaína em 2019, aguarda a quitação de pendências financeiras da temporada passada para abrir conversas sobre a permanência em São Januário.

Segundo o GloboEsporte.com, Guarín está adaptado ao Rio de Janeiro e tem o interesse em ficar no Vasco. Algumas arestas, entretanto, precisam ser aparadas entre as partes. O jogador, assim como outros atletas no plantel cruzmaltino, está com o salário de novembro em atraso, assim como não recebeu o proporcional do 13º e nem as férias. O ordenado de dezembro, porém, ainda não venceu: é prática comum no Vasco que a folha salarial mensal seja quitada no dia 20 do mês seguinte.

Ainda de acordo com o portal carioca, o jogador até recebeu sondagens do exterior, mas segundo pessoas próximas ao atleta, nenhuma proposta concreta foi colocada sobre a mesa. Além dos atrasos salariais, outro ponto que Guarín e o Vasco precisarão se entender serão os valores para a temporada 2020. Como chegou com vínculo de apenas três meses em 2019, o volante aceitou receber um valor abaixo do esperado. Agora, porém, o entendimento é que o salário precisa ser maior, visto que o contrato será mais longo.

Últimas notícias